Bem vindos ao meu mundo, sombrio e obscuro



Aqui tenho a liberdade de postar tudo que eu aprecio.

"sei exatamente como é querer morrer, como machuca sorrir, como você tenta se encaixar mas não consegue, como você se fere por fora tentando matar o q tem por dentro..."



28 de jun de 2010

A LAPIDE GOTICA DE UM AMOR IMPOSSIVEL - Luiz Fafau

Um dos melhores presentes que eu ganhei no meu aniversario de 17 anos foi um livro cujo nome é A LAPIDE GOTICA DE UM AMOR IMPOSSIVEL, postarei aqui alguns poemas que contem neste livro, espero que todos apreciem.

SALTO

O primeiro verso dói
Feito uma alfinetada
E se remoi
O poeta que nada
Alcança
E na e na balustrada
Avança
Como quem se atira ao abismo
E não acha entre a plataforma
E o nada
O concreto do desvão
Do mergulho
E busca na nave
A escotilha aberta
Que o salve.


A VELA A VELAR

Ainda esta acessa a chama.
Lagrima de cera.
Lava vulcânica.
A escorrer pelas encostas da alma.
O calor,
O brilho acesso,
O bailado de fogo
O vento que rege.
A chama a chamar
A vela a velar
Nossos sonhos na noite.


A SETE PALMOS

Nada desse mundo quero levar
Senão o que não puder deixar.
De resto, tudo o mais deixarei
Aos abutre,
Aos ratos
E as serpentes.
Aos abutres, minha carne podre.
Aos ratos, meus dotes.
As serpentes, as picadas abertas
Em todas as amazonias de minha existência
Nada quero, ou melhor
Quero a paz absoluta dos campos-santos,
A placidez lânguida das manhas de outono
E o orvalho filtrado
Pelos sete palmos de meu latifúndio.












O CORVO - Edgar allan poe

26 de jun de 2010

Poemas Lady Mortiç@ Morg@n


Em minha lapide fria estou
Presa apenas por uma vontade insaciável
De poder viver
Eles não nos deixam ser livres
Eles não permitem os nossos pensamentos
A noite esta chegando ao fim
Eles não nos deixam fugir
E é nesta fria madrugada
Que meu corpo é preso
Nesta lapide fria e sem nome



Consome-me como
Fogo que arde intensamente
Queimando todo o meu ser
Chega como a mais
Intensa tempestade
Maldita solidão
Chega forte como furação
Depresão, tristeza e solidão
Com isso meus dias se
Insanos e cheio
De desiluzão
Mate meu coração
Sem ao menos alguma
Compreenção


Energize-me
Assim como as
Chamas do inferno
Queimam minha alma
Energize-me
Côo quando a
Escuridão toma
Conta da luz
Seus olhos são
Como portais
E me levam diretamente
A você
Energize-me
Para sempre
E quando a noite acabar
Seremos um só


 



24 de jun de 2010

Clarice Lispector

  Entre alguns escritores que leio a que mais me encanta é Clarice lispector.
  Embora ela ja tenha falecido para mim Clarice esta mais viva do que nunca, ela é encantadora e muito inteligente...
  Para quem não conhece ai esta um oportunidade unica de conhece-la.

"Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite."

"Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas... continuarei a escrever"

"Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: quero uma verdade inventada."

"Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, pois tudo passa a acontecer dentro de nós."

"Passei a vida tentando corrigir os erros que cometi na minha ânsia de acertar."

"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...

Ou toca, ou não toca."

"Sou como você me vê.

Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar."

CLARICE LISPECTOR



20 de jun de 2010

Evanescence - Field of innocence

  Essa é uma das melhores musicas do Evanescence, o clip é muito bom e a tradução melhor ainda.
  Durante muito tempo ouvi essa musica tentando descobrir o que há nas entre linhas, porem com o passar do tempo pude ver que as vezes a mensagem que esta nas entra linhas é parte da minha vida...

4 de jun de 2010

Poem@s L@dy Mortiç@

  Com o passar do tempo fui percebendo que eu só escrevo sobre aquilo que eu passo.

  É como se esse blog fosse um diário onde todos pudessem ver ou ler o que eu estou sentindo, e para isso basta saber ler a entre linhas dos meus poemas.



ANJO

Eu vi um anjo
De olhos negros
Naquela noite agradável
Onde a lua clariava sua face
Sua pele quente como o sol
Derreteu meu coração
Sinto um enorme fogo queimando em mim
Diga belo anjo
O que você reserva mim
Não sei onde irei parar
Não sei como aconteceu
Meu coração esta derretendo
Você realiza todos os meus pesadelos insanos
Que tanto gosto
Doce anjo não se vá
Não me deixe morrer
Nessa noite fria
Aqueça meu coração
Realize meus desejos insanos
E no fim será apenas você e eu

 



Musicas Favoritas